UNICEF envia ajuda humanitária para crianças sírias

Um avião da UNICEF, com cerca de 28,6 toneladas de produtos para crianças afetadas pelo conflito na Síria, aterrou hoje em Beirute, informou a secção portuguesa da organização internacional.

Em comunicado, a UNICEF-Portugal refere que avião transportou "cerca de 28,6 toneladas de produtos, incluindo 265.000 doses de vacinas contra o sarampo, a papeira e a rubéola", bem como cereais de alto teor energético, um complemento alimentar enriquecido para crianças entre os 6 e os 23 meses de idade.

A ajuda será enviada por camião para o interior da Síria, onde os grupos rebeldes e as forças fiéis ao regime sírio continuam a travar violentos combates.

A UNICEF explica que as vacinas são fundamentais para reabastecer os stocks da campanha de vacinação que decorre na Síria, e que está a ser levada a cabo pelo Ministério da Saúde daquele país.

"A campanha é especialmente importante porque está a chegar a crianças que já falharam algumas das vacinações de rotina", lembra Youssouf Abdel-Jelil, representante da UNICEF na Síria, citado no comunicado.

À medida que o conflito se prolonga na Síria, o "estado nutricional de algumas crianças está a tornar-se cada vez mais precário", alerta a organização das Nações Unidas.

Hospitais visitados por elementos da UNICEF "dão conta de um aumento do número de crianças com subnutrição moderada ou severa, quando comparado com os dados de há dois anos atrás", refere a mesma nota.

Uma tendência que, segundo a organização, tem vindo a notar-se em várias áreas do país, como nas partes rurais da capital Damasco ou nas cidades de Alepo e Homs.

"O stress associado à deslocação das populações e o impacto do aumento do preço dos alimentos, juntamente com a falta de acesso a comida em algumas áreas, já afetou seriamente o estado nutricional das crianças. E é de esperar que o inverno que se aproxima venha piorar ainda mais a situação", acrescenta Youssouf Abdel-Jelil no comunicado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG