Raides aéreos sobre Baba Amr após assalto de rebeldes

A aviação síria bombardeou hoje o bairro de Baba Amr, na cidade síria de Homs (centro), algumas horas após se terem registado combates violentos naquele ex-bastião rebelde tomado pelo exército há um ano.

"A aviação bombardeou Baba Amr, onde algumas centenas de habitantes regressaram depois de a armada ter reconquistado aquele antigo bastião rebelde a 01 de março de 2012", disse à agência France Presse Rami Abdel Rahman, presidente do Observatório dos Direitos do Homem Sírio (OSDH).

Hoje, ao amanhecer, os rebeldes sírios lançaram um ataque surpresa em Baba Amr, entrando e ocupando todo o bairro, um símbolo da rebelião síria e que foi revistado incansavelmente durante mais de um mês antes de ser tomada, a 01 de março de 2012, pelas tropas do regime do presidente Bashar al-Assad.

Hoje, pela primeira vez no espaço de um ano, os rebeldes lançaram um ataque surpresa contra os soldados estacionados na área simbólica de Homs, onde o bombardeamento de há um ano causou centenas de mortos.

Segundo o OSDH, a cidade de Homs foi "completamente selada pelo exército". "Ninguém tem o direito de entrar ou de sair", informou Abdel Rahmane.

As forças governamentais também fecharam várias estradas ao redor de Baba Amr e cercaram quase todo o bairro.

Segundo o Observatório, que conta com uma vasta rede de ativistas e fontes médicas civis e militares, os rebeldes "estão agora em todo o bairro".

A 27 de março de 2012, algumas semanas depois da tomada do bairro devastado pelos bombardeamentos o presidente Bachar al-Assad rendeu-se para anunciar um regresso à normalidade do bairro, um símbolo da revolta.

A cidade de Homs, batizada de capital da revolução, é hoje controlada pelo exército, que está a levar a cabo desde há vários dias uma violenta ofensiva contra os rebeldes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG