Quarta-feira foi o dia mais sangrento do conflito sírio

Mais de 305 pessoas foram mortas em toda a Síria na quarta-feira, o dia mais sangrento desde o início da revolta há 18 meses, denunciou hoje o Observatório Sírio dos Direitos do Homem.

"Este é o balanço mais elevado registado num único dia desde março de 2011", indicou a organização não governamental, com sede em Londres.

"Se contarmos os corpos não identificados, o número será muito maior", realçou o diretor Rami Abdel Rahman, em declarações por telefone à agência noticiosa francesa AFP.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG