Putin promete todo o apoio aos esforços de Annan

O Presidente russo declarou hoje que tudo fará para apoiar os esforços do mediador internacional, Kofi Annan, com vista à uma regularização pacífica da situação na Síria.

"Iremos fazer tudo o que de nós depende para apoiar os seus esforços", declarou Putin no início de um encontro com o enviado especial da ONU para a Síria.

O dirigente russo lamentou ser obrigado a "restabelecer relações [com Annan] por um motivo tão trágico: a situação na Síria".

"Desde o início que apoiámos e apoiaremos todos os esforços para o restabelecimento da paz", sublinhou Putin.

"O senhor é conhecido como homem muito honesto e profissional, que goza de grande popularidade e confiança", acrescentou.

Kofi Annan considerou que "a situação na Síria se encontra num momento fulcral e de viragem".

"Espero voltar a Moscovo quando nos meus ombros não transportar tanta responsabilidade", concluiu.

Na véspera, o serviço de imprensa do Kremlin informou que, durante o encontro, Putin "planeia uma vez mais confirmar o apoio da Rússia ao plano de paz de Kofi Annan sobre a normalização político-diplomática da crise na Síria".

Moscovo considera este plano a única via de solução do problema, frisando que não apoiará resoluções do Conselho de Segurança da ONU que prevejam sanções económicas contra o regime de Bashar al-Assad.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG