Piratas somalis mataram quatro reféns norte-americanos

Antes de uma tentativa das forças norte-americanas de recuperar o iate sequestrado, os reféns foram abatidos pelos sequestradores.

Cerca das 6.00 TMG (mesma hora em Lisboa) "quando decorriam negociações para conseguir a libertação dos quatro reféns, os soldados norte-americanos responderam a tiros provenientes da embarcação pirata S/V Quest", de screve um comunicado do Pentágono. Depois de terem abordado a embarcação, os soldados descobriram que "os quatro reféns tinham sido abatidos pelos sequestradores", acrescenta.

Dois piratas foram mortos no assalto e 13 capturados. As forças norte-americanas encontraram também os corpos de dois outros piratas a bordo do S/V Quest.

O iate tinha sido capturado na sexta-feira a 240 milhas naúticas (cerca de 440 quilómetros) da costa de Omã e era seguido há cerca de três dias por militares norte-americanos, refere o comunicado. Os proprietários, Jean e Scott Adam, que navegavam à volta do mundo há mais de sete anos, tinham previstas escalas no Djibuti e em Omã.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG