Partido ortodoxo junta-se a coligação no poder

Partido do Judaísmo Unificado da Torah apoia a coligação governamental liderada pelo Likud

O Partido do Judaísmo Unificado da Torah, uma formação ortodoxa asquenaze (judeus oriundos da Europa Central) assinou um acordo com o Likud para se juntar à coligação do primeiro-ministro Benjmin Netanyahu, que inclui os trabalhistas, os ortodoxos sefarditas do Shass e ainda duas formações nacionalistas, com destaque para Israel Beiteinou, de extrema-direita. A entrada do partido asquenaze eleva para 74 a maioria de que dispõe o primeiro-ministro no parlamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG