Palestinianos pedem 4 mil milhões de dólares para reconstruir Gaza

A Autoridade Palestiniana espera conseguir quatro mil milhões de dólares necessários para a reconstrução de Gaza junto dos participantes da conferência internacional que vai decorrer na capital do Egito, foi hoje divulgado.

O valor calculado pela Autoridade Palestiniana é próximo do que foi solicitado em 2009 e destinado à reconstrução de casas, infraestruturas e recuperação de campos de cultivo que tinham sido destruídos nos ataques israelitas de 2008, revela a agência noticiosa EFE.

Organizado pelo Egito, Palestina e Noruega, o encontro ministerial que se realiza no domingo no Cairo irá, além de tentar conseguir os quatro mil milhões de dólares, reforçar a capacidade do novo Executivo palestiniano para a reabilitação do território assim como melhorar os mecanismos das Nações Unidas para importar e exportar bens e alimentos para Gaza.

A cimeira vai prolongar-se durante todo o dia e vai contar com as presenças do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, a responsável pela política externa da União Europeia, Catherine Ashton e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros francês e o chefe da diplomacia do Japão também confirmaram a presença na reunião que vai juntar 70 Estados, instituições internacionais e financeiras.

Durante mais de sete semanas, em julho e agosto, 18 mil casas e edifícios foram atingidos ou ficaram mesmo completamente destruídos pelos bombardeamentos israelitas tendo provocado 100 mil desalojados.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras