Palestiniano de 11 anos morto por Israel na Cisjordânia

Um rapaz palestiniano de 11 anos foi morto hoje a tiro por tropas israelitas num campo de refugiados na Cisjordânia, segundo familiares e elementos dos serviços de emergência.

Khalil Mohammed al-Anati estava a brincar em frente da sua casa, no campo de refugiados de Al-Fawar, a sudoeste da cidade de Hebron, quando chegou uma unidade militar israelita, disse o tio da criança à agência France Presse.

"Não sabemos o que é que eles [os israelitas] estavam a fazer. Khalil estava a brincar em frente da casa quando ouvimos tiros. A criança gritou e caiu", relatou Yussef al-Anati, a chorar, com a camisa manchada de sangue por ter pegado no sobrinho ao colo para o levar ao hospital.

"Foi atingido nas costas e a bala saiu pela barriga", disse.

A morte da criança foi confirmada à agência por um médico.

Dezenas de pessoas juntaram-se nas imediações da morgue para onde foi levado o corpo da criança. O funeral deve realizar-se nas próximas horas.

O incidente de hoje segue-se a dois dias de confrontos na Cisjordânia entre tropas israelitas e manifestantes palestinianos que protestam contra a ofensiva militar israelita em curso na Faixa de Gaza.

No sábado, 15 palestinianos ficaram feridos em Hebron quando tropas israelitas dispersaram um protesto com gás lacrimogéneo, granadas de atordoamento, balas de borracha e fogo real.

Exclusivos