Operações continuarão "tanto tempo quanto necessário"

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, declarou hoje que o exército israelita prosseguirá as suas operações contra o Hamas na Faixa de Gaza durante "tanto tempo quanto necessário" e com "toda a força exigida".

"Prometemos, desde o início, o regresso à calma para os cidadãos de Israel, e continuaremos a agir até que tenhamos atingido esse objetivo. Isso levará tanto tempo quanto necessário e utilizaremos toda a força exigida", declarou Netanyahu à imprensa em Telavive.

"A operação continua, o exército continua a atuar com todas as suas forças para levar a bom termo as suas missões, o regresso à calma, a segurança para os cidadãos de Israel, apenas provocando danos à infraestrutura terrorista", insistiu o chefe do executivo israelita, que falava no ministério da Defesa.

"As nossas forças armadas estão prestes a conseguir a neutralização dos túneis de Gaza", precisou.

E "quando essa ação contra os túneis estiver terminada, o exército preparar-se-á para prosseguir as suas operações com a nossa segurança como única preocupação", advertiu, sem fornecer mais pormenores sobre a missão que será confiada aos militares.

Escavados a partir da Faixa de Gaza para desembocar em Israel, os túneis terão permitido ao Hamas "sequestrar e assassinar muitos cidadãos, realizando ataques simultâneos", sublinhou.

"Quero cumprir os objetivos que estabelecemos, quer seja militar, quer diplomaticamente - o que eu preferiria - ou por uma mistura dos dois. Preferiria, evidentemente, a solução diplomática, mas se não nos deixam alternativa, utilizaremos todos os meios à nossa disposição", concluiu Netanyahu.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG