Obus de morteiro mata fotógrafo francês

Olivier Voisin, de 38 anos, um fotógrafo francês freelancer que foi ferido gravemente na Síria, morreu ontem num hospital turco, anunciou o porta-voz do ministério francês dos Negócios Estrangeiros.

"Confirmámos a sua morte", declarou o responsável, sem adiantar mais pormenores.

O jornalista foi atingido num braço e na cabeça por estilhaços de um obus de morteiro que rebentou na semana passada em Idlib, onde se encontrava a cobrir as operações de uma katiba (grupo armado da oposição).

Olvier Voisin ainda chegou com vida ao hospital turco de Antakya, tendo sido operado de urgência, mas o seu estado era considerado muito grave e posteriormente foi transferido para istambul, acabando por falecer.

Este já é o segundo repórter francês morto na Síria. Em janeiro passado, Gilles Jacquier também foi morto em Homs, durante um ataque de morteiros aos bairros de Akrama e de Al-Nouzha.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG