Nuri al-Maliki descarta hipótese de governo de emergência

"O apelo à formação de um Governo nacional de emergência é um golpe contra a Constituição e o processo político", afirmou hoje o primeiro ministro iraquiano, citado pela AFP.

Num discurso transmitido pela televisão, Nuri al-Maliki, que é xiita, excluiu a possibilidade de formar um Governo nacional de emergência por causa dos ataques dos jihadistas sunitas do Estado Islâmico do Iraque e do Levante no país. Esta decisão vai contra a vontade dos seus aliados ocidentais, que uma vez que o primeiro ministro iraquiano não conseguiu formar uma coligação após a sua vitória em abril, exigiram que se estabelecesse um governo de emergência no Iraque.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG