Líderes da Tunísia assinam nova Constituição

O Presidente da Tunísia, Moncef Marzouki, considerou hoje a nova Constituição como uma "vitória contra a ditadura", mas advertiu que "ainda é longo" o caminho para a consolidação dos valores democráticos, na cerimónia de assinatura do novo texto fundamental.

A Constituição, aprovada no domingo pela Assembleia Constituinte, foi hoje assinada pelo presidente, pelo primeiro-ministro cessante, Ali Larayedh, e pelo presidente da Constituinte, Mustapha Ben Jaafar.

Aprovada três anos depois da revolta que pôs fim ao regime de Zine Abidine Ben Ali, a Constituição tem ainda de ser publicada pelo diário oficial, antes de entrar em vigor de forma faseada.

"Com o nascimento deste texto, confirmamos a nossa vitória contra a ditadura", disse Marzouki, acrescentando que "o caminho ainda é longo", faltando "um grande trabalho para que os valores da Constituição façam parte da cultura" tunisina.

"Fiéis ao sangue dos mártires da revolução. Viva a democracia! Viva a Tunísia", disse o presidente a concluir o discurso de apenas alguns minutos perante a Assembleia Constituinte.

A nova Constituição, considerada como uma das mais modernas do mundo árabe, foi aprovada com uma expressiva maioria de 200 votos a favor, 12 contra e quatro abstenções.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG