Jihadistas controlam campos de petróleo sírios

Os jihadistas do movimento Estado Islâmico (EI) tomaram o controlo dos principais campos de petróleo e gás da província de Deir Ezzor, na região da Síria com fronteira com o Iraque, reportou hoje uma Organização Não Governamental (ONG).

A EI, que anunciou domingo a criação de um califado islâmico nos territórios conquistados entre a Síria e o Iraque, "tomaram o controlo do campo petrolífero de Al-Tanak na zona desértica de Al-Chouaitat, na província de Deir Ezzor", indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), na quinta-feira à noite.

Al-Tanak foi o último dos grandes campos desta província petrolífera que tinha escapado ao controlo e os jihadistas tomaram-no após a retirada de combatentes rivais, incluindo membro da al-Nosra frontal, o ramo sírio de Al-Qaida.

Apenas um campo de petróleo, que opera com rendimento muito baixo, não está nas mãos do grupo jihadista.

"Al-Ward é controlado por uma tribo, e produziu apenas 200 mil barris por dia, o que é realmente nada ", disse Rami Abdel Rahman, chefe do OSDH.

Na quinta-feira, os jihadistas tomaram o campo Al-Omar, um dos maiores do país, do qual os rebeldes tiraram 10.000 barris por dia até à sua retirada, e tinham capturado quase toda a província petrolífera Deir Ezzor.

A guerra fratricida entre a EI e os grupos rebeldes, uma vez unidos contra o regime do Presidente Bashar al-Assad, começou em janeiro e o movimento radical tem sido acusado de controlo hegemónico e das piores atrocidades contra civis, ativistas da paz e rebeldes. Milhares de pessoas morreram desde então, de acordo com o OSDH.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG