Hamas dispara contra Israel após extensão de cessar-fogo

O Hamas disse ter disparado hoje vários foguetes contra Israel, a partir da Faixa de Gaza, após 12 horas de um cessar-fogo humanitário, no território palestiniano.

O braço armado do movimento - as brigadas Ezzedine al-Qassam -- disseram, em declarações separadas, citadas pelas agência France Presse, que tinham sido disparados dois foguetes em Tel Aviv, no centro de Israel, cinco em Nachal Oz, no sul, e outros cinco no sul da cidade de Ashkelon.

Hoje foi dia de cessar-fogo em Gaza, tendo Israel anunciado na sexta-feira à noite que que iria suspender o bombardeamento de Gaza entre as 08:00 e as 20:00 locais (entre as 06:00 e as 18:00 em Lisboa) por questões humanitárias, tendo posteriormente prolongado este prazo quatro horas, até às 00.00.

O Hamas, força palestiniana considerada terrorista por Israel, EUA e União Europeia, não respondeu a este prolongamento oficialmente, mas iniciou novos ataques após as 18.00, numa rejeição tácita do referido prolongamento.

A ofensiva militar de Israel foi iniciada no dia 08 de julho e já fez mais de mil mortos palestinianos, na maior parte civis.

O cessar-fogo humanitário deveu-se a negociações que envolveram as Nações Unidas, os Estados Unidos e o Egito.