Há "muitos países" a treinar os rebeldes, segundo John Kerry

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, afirmou hoje que "muitos países" estão a treinar os rebeldes sírios como parte dos esforços para acabar com o regime de Bashar al-Assad.

"É uma parte do todo. Outros países estão a fazer outras coisas, há muitos países a trabalhar nisto. Por isso, penso que o presidente Assad tem de interpretar os sinais corretamente", disse o chefe da diplomacia norte-americana à televisão Fox News durante uma visita ao Qatar.

"Há muitos países a treinar", acrescentou.

Kerry não disse que países estão envolvidos nos esforços nem se os Estados Unidos estão a treinar os rebeldes.

"O que é importante é que o presidente Assad compreenda o recentrar do compromisso (da comunidade internacional), para corrigir os seus cálculos e, esperamos, levar os seus aliados a aconselharem-no a sentar-se à mesa e a negociar uma solução pacífica".

Os Estados Unidos afirmam que, até ao momento, têm recusado armar os rebeldes sírios mas, na terça-feira, John Kerry disse-se confiante de que as armas fornecidas por países do Golfo Pérsico à oposição estão a chegar "às pessoas certas".

Kerry conclui hoje no Qatar a sua primeira viagem como secretário de Estado, que o levou também aos Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita, Egito e Turquia.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG