Governo de unidade Fatah-Hamas reúne-se quinta-feira

O novo Governo de reconciliação palestiniano, formado em junho pela Fatah, do presidente Mahmud Abbas, e pelo Hamas, tem o seu primeiro conselho de ministros quinta-feira na Faixa de Gaza.

Rami Hamdallah, membro da Fatah e chefe do novo governo, assim como os outros ministros que vivem na Cisjordânia, irão entrar na Faixa de Gaza através de Erez, posto fronteiriço com Israel que lhes deu a necessária autorização para o fazerem.

Esta decisão de Israel marca um revès na declaração feita pelo Executivo de Benjamin Netanyahu, depois da formação do governo de reconciliação palestiniano, e na qual garantia que nunca autorizaria a passagem pelo seu território de elementos do governo em questão.

De acordo com a imprensa israelita, Netanyahu não tinha, porém, outra alternativa a não ser aceitar a passagem dos ministros palestinianos porque a principal missão do novo governo será reabilitar Gaza após a guerra deste verão. Até porque a comunidade de doadores internacionais para a Faixa de Gaza, liderada pela Europa, Estados Unidos e Nações Unidas, tornou claro que seria o governo Fatah-Hamas quem estaria encarregue da reconstrução de Gaza.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG