Estado Islâmico terá usado gás mostarda contra curdos

Fotografias tiradas por ativistas na cidade síria de Kobane e que foram examinadas por investigadores israelitas parecem provar que os jihadistas do Estado Islâmico usaram armas químicas.

Os ativistas curdos afirmam que os jihadistas usaram agentes químicos na aldeia de Avdiko, a 12 de julho. Nisan Ahmed, representante do ministro da saúde em Kobane - cidade síria de maioria curda na fronteira com a Turquia -, nomeou uma equipa médica para examinar os corpos dos combatentes curdos.

De acordo com o relatório emitido pela equipa, e publicado na Revista de Assuntos Internacionais do Médio Oriente, os corpos não tinham sinais de balas mas antes "queimaduras e bolhas brancas", o que indica o uso de armas químicas, nomeadamente de gás mostarda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG