Eleições no Afeganistão para eleger novo presidente

Os afegãos elegem hoje um novo presidente, após 13 anos de poder de Hamid Karzai e de uma intervenção militar, liderada pelos Estados Unidos, que transformaram profundamente o país sem conseguirem integrar os talibãs.

Esta primeira passagem de testemunho, de um presidente democraticamente eleito para outro, é considerada um teste maior à estabilidade do Afeganistão e à solidez das instituições afegãs. Ao mesmo tempo, a retirada das forças da NATO, até ao final deste ano, faz recear uma nova onda de violência.

A forma como vai decorrer o escrutínio será também reveladora dos progressos alcançados no Afeganistão desde o fim do regime dos talibãs, afastados do poder em 2001, na sequência dos atentados terroristas de 11 de setembro, por uma coligação militar internacional liderada pelos Estados Unidos.

Os talibãs continuam a ser a força motriz de uma violenta rebelião. Mais de três mil civis morreram no conflito no ano passado, mais 7% que em 2012, de acordo com dados da ONU.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG