Dois soldados israelitas mortos por comando do Hamas

Adar Bersanao, de 20 anos, e Amotz Greenberg, de 45, foram mortos esta manhã por um comando palestiniano que se infiltrou em território israelita desde a Faixa de Gaza através de um túnel. Aumenta para três as vítimas israelitas desde o início da ofensiva terrestre naquele território, onde já morreram mais de 340 palestinianos.

Um porta-voz do exército anunciou a morte dos dois soldados durante uma troca de tiros com militantes do Hamas. O comando do grupo integrista palestiniano entrou em território israelita através de túnel e estaria, segundo o exército israelita, a preparar um ataque contra civis.

Num primeiro momento, os militares anunciaram a morte de um dos militantes palestinianos, avançando que dois dos seus soldados haviam ficado feridos no incidente.

Num comunicado emitido horas antes, as Brigadas Ezzedine al-Qassam, a ala armada do Hamas, reivindicaram a operação "atrás das linhas do inimigo", ou seja, em território israelita.

O exército israelita fez da destruição dos túneis subterrâneos do Hamas em Gaza a sua prioridade, afirmando que estes podem ser usados para lançar ataques contra civis.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG