Detidos familiares de opositores em negociações

O regime sírio do Presidente Bashar al-Assad prendeu familiares de membros da delegação da oposição que manteve conversações de paz em Genebra, revelou quarta-feira a administração norte-americana, pedindo a libertação imediata dos detidos.

"Os Estados Unidos estão na posse de relatos que indicam que o regime de al-Assad deteve familiares de membros da delegação da oposição síria em conversações de paz em Genebra, após classificar aqueles delegados de terroristas", disse a porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Jen Psaki.

Em comunicado, o departamento de Estado norte-americano reclamou que o regime sírio "liberte imediatamente e sem condições todos os que foram injustamente detidos".

A conferência de paz teve início a 22 de janeiro em Genebra, na Suíça, e as conversações entre Damasco e a oposição prosseguiram até 15 de fevereiro, mas sem produzir qualquer resultado.

"Ao prender os familiares dos membros da oposição que participaram nas negociações em Genebra, o regime sírio não somente desafia a comunidade internacional como compromete as legítimas aspirações do povo sírio" em resolver o conflito, sublinhou a diplomata norte-americana.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG