Companhias aéreas cancelam voos para Tel Aviv

(ATUALIZADO ÀS 18:54) Companhias aéreas de vários países têm vindo a cancelar ao longo do dia os seus voos de e para o Aeroporto Ben Gurion em Tel Aviv, Israel, na sequência de ataques perto deste aeroporto.

As companhias americanas Delta, a US Airways e a United, a alemã Lufthansa, as companhias aéreas suíças e austríacas, a Air France, a holandesa KLM e a AirCanada cancelaram hoje todos os voos com ligação a Tel Aviv, depois de alegadamente terem sido disparados rockets nas redondezas do Aeroporto Ben Gurion, naquela cidade.

Na sequência desta decisão o voo Delta 468, um Boeing 747, com 290 pessoas a bordo, desviou a sua rota dirigindo-se para o aeroporto Charles de Gaulle em Paris. A US Airways cancelou os voos 796 e 797. Já a United cancelou os voos 90 e 84, segundo o site Flight Aware.

"Em coordenação com a Agência Federal de Aviação dos EUA (FAA), tomámos esta decisão para garantir a segurança dos nossos passageiros e funcionários." declarou a Delta em comunicado. Jennifer Dohm, porta-voz da United disse que aquela companhia está a "suspender as operações de e para Tel Aviv até nova ordem" e a "trabalhar com o governo para garantir a segurança dos clientes e funcionários", acrescentando que a situação continuará a ser avaliada.

Entretanto a Agência Federal de Aviação dos EUA (FAA) proibiu todas as companhias aéreas norte-americanas de voarem para este aeroporto pelo menos durante as próximas 24 horas.

Duas semanas após o início de uma ofensiva israelita na Faixa de Gaza as tensões continuam a avolumar-se. Na segunda-feira o Departamento de Estado norte-americano tinha emitido um aviso pedindo aos seus cidadãos para não viajarem para Israel, Gaza ou Cisjordânia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG