Cem mil curdos refugiaram-se na Turquia

Cerca de 100 mil curdos sírios refugiram-se na Turquia nos últimos dias, fugindo do avanço dos extremistas do Estado Islâmico (EI), no nordeste da Síria, disse hoje o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR). "O Governo [turco] anunciou 100 mil aos 'media' e confirmou-nos o número", afirmou a porta-voz do ACNUR, Melissa Fleming.

A Turquia abriu na sexta-feira as suas fronteiras aos refugiados sírios que, no dia anterior, começaram a abandonar a localidade de Ain al-Arab, cercada pelos combatentes do grupo extremista sunita Estado Islâmico (EI).

Ain al-Arab, a terceira maior cidade curda da Síria, tinha sido relativamente poupada pelo conflito na Síria e chegou a servir de abrigo a cerca de 200 mil sírios deslocados, segundo a ONU.

Contudo, o recente aumento da atividade dos jihadistas do EI na região e o cerco que fizeram à cidade levou muitos a fugirem, principalmente curdos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG