Maliki diz que Síria fez ataques aéreos contra rebeldes

A força aérea síria realizou hoje ataques aéreos na fronteira com o Iraque contra rebeldes 'jihadistas' que ameaçam o poder central de Bagdad, disse à BBC o primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Maliki.

Maliki disse ao órgão britânico que qualquer ataque do género contra os rebeldes do Estado Islâmico do Iraque e Levante (EIIL) é "bem-vindo", mas fez saber que Bagdad não pediu qualquer ataque aéreo.

Os ataques aconteceram depois de rebeldes do EIIL tomarem controlo da cidade fronteiriça de Al-Qaim, no lado iraquiano da fronteira, que lhes proporcionava um acesso estratégico à Síria, onde o grupo 'jihadista' está também ativo.

Na quarta-feira, a Frente al-Nusra, braço da al-Qaeda na Síria, terá alegadamente feito uma aliança local com o EIIL, o que aumentou o controlo do grupo sobre aquela região fronteiriça.

Rebeldes sunitas tomaram controlo de vastas áreas de cinco províncias a norte e a oeste de Bagdad, numa ofensiva que alarmou a comunidade internacional, que matou mais de 1000 pessoas e obrigou centenas de milhar a saírem de suas casas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG