Mais de uma centenas de refugiados da Síria resgatados ao largo do Chipre

Embarcação em que seguiam avariou junto ao porto cipriota de Larnaca.

Mais de 100 refugiados da guerra na Síria foram hoje resgatados ao largo de Chipre, no mar Mediterrâneo, depois da embarcação em que seguiam ter avariado, informaram as autoridades.

As 114 pessoas, entre as quais 54 mulheres e crianças, seguiam a bordo de um pequeno barco de pesca que avariou a cerca de 40 milhas náuticas do porto cipriota de Larnaca, explicou uma fonte do Centro de Coordenação e Resgate, citada pela AFP.

A polícia cipriota deteve três pessoas que admitiram fazer contrabando de refugiados.

Segundo a mesma fonte, mais de metade dos refugiados foram transferidos para um centro de receção fora de Nicósia.

O barco tinha partido do porto sírio de Tartus e, na madrugada de domingo, o capitão da embarcação enviou um sinal de socorro, depois de o motor ter deixado de funcionar, levando as autoridades locais a iniciar uma operação de resgate.

Segundo o ministro do Interior de Chipre, Socrates Hasiko, a Grécia era o destino dos migrantes, que alimentavam a esperança de depois seguir para outros países da Europa.

O Chipre, membro da União Europeia, encontra-se a cerca de 100 quilómetros (60 milhas) ao largo da costa da Síria, país em guerra civil, de onde é proveniente a maioria dos refugiados que chegam à Europa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG