Mais de 13.000 pessoas mortas desde março de 2011

Mais de 13.000 pessoas, na sua maioria civis, foram mortas na Síria desde o início da revolta contra o regime de Bashar al-Assad, em março de 2011, indicou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Pelo menos 9.183 civis, 3.072 membros das forças de segurança e 749 desertores morreram vítimas da repressão, dos combates e dos atentados dos últimos 14 meses.

Desde 12 de abril, quando entrou em vigor o cessar-fogo negociado pela ONU que nunca foi respeitado, pelo menos 1.881 pessoas, 1.260 delas civis, morreram em consequência da violência.

O Observatório considera civis todos os sírios que não pertencem às forças militares, incluindo os membros das milícias que combatem o governo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG