Machete teve "conversa positiva" sobre Lajes com Kerry

O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, afirmou hoje ter tido "uma conversa muito positiva" com o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, sobre o futuro da Base das Lajes.

"Recolhi a impressão de que ele está empenhado, mas este é um processo complexo, em que há muitos interesses em jogo, há questões estratégicas e militares, há questões económicas. Retirei, com segurança, que vai haver, não só atenção, como teremos uma colaboração relativamente intensa no sentido de encontrar as melhores soluções dentro de uma ambiência que é difícil", disse o chefe da diplomacia portuguesa à agência Lusa.

Machete admite que a margem de negociação é limitada mas "dentro dessa limitação, foi uma conversa muito positiva."

Em dezembro, a Câmara dos Representantes e o Senado chegaram a um acordo orçamental que viabiliza o orçamento federal e evita nova paralisia dos serviços nos próximos dois anos.

Esse acordo inclui uma alínea que adia a decisão sobre a redução da presença na Base das Lajes, na ilha Terceira, até à divulgação do Relatório de Avaliação das Infraestruturas Europeias.

O relatório está a ser conduzido pela secretaria de Defesa desde o início do ano ano passado e deve ser divulgado esta primavera.

"Uma das razões porque vim cá foi para fornecer informações que eu espero que ele [Kerry] transmita e que sejam consideradas no relatório, mas não tenho conhecimento do relatório em concreto ", explicou Rui Machete, sublinhando que é um processo "confidencial" e "interno ao Pentágono."

"O governo português esta disposto a explorar todas as possibilidades, não posso dizer neste momento quais", garantiu ainda Machete, acrescentando que "não estamos ainda na fase" de discutir alternativas com os Estados Unidos.

No ano passado, os norte-americanos previam uma redução do seu contingente das Lajes em mais de 400 militares e 500 familiares com efeitos no verão de 2014.

AYS // APN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG