Lindsay Lohan apoia Aécio e Danny Glover 'vota' Dilma

A atriz norte-americana Lindsay Lohan usou as redes sociais para apoiar o candidato do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), enquanto o ator e produtor Danny Glover defendeu que o Brasil tem sido um exemplo para a humanidade no combate à pobreza, nos últimos anos, defendendo a reeleição da presidente.

"Eu apoio a candidatura presidencial de Aécio Neves. A sua plataforma traz mudanças positivas ao Brasil", escreveu hoje Lohan, de 28 anos, no seu Twitter, com uma imagem de Aécio.

No Facebook, a atriz partilha um artigo da revista 'The Economist' intitulado "Porqué é que o Brasil precisa de mudar", escrevendo: "O Brasil precisa de mudar e eu apoio Aécio Neves. Merece ganhar a presidência para impulsionar mudanças e políticas positivas para todas as pessoas no Brasil, um país que eu adoro!"

Os fãs brasileiros da artista não gostaram da declaração da sua declaração de apoio: "Assim não tem como te defender! Aécio é retrocesso pro Brasil", escreveu Matheus Soares no Facebook. Marcone Rodriguez, escreveu em inglês: "Por favor apaga esta mensagem. A maioria dos teus fãs brasileiros são jovens liberais e Aécio é conservador, elitirsta, racista e misógino. Não o podemos ter como presidente". Outros fãs questionavam mesmo a sobriedade de Lohan, que já foi acusada de conduzir embriagada e na posse de cocaína, tendo feito várias curas de desintoxicação.

Mas Lohan, que tem 8,56 milhões de seguidores no Twiiter e cinco milhões de gostos no Facebook, não é a única estrela de Hollywood a declarar o seu apoio ao um candidato no Brasil. Na semana passada, Danny Glover usou o Twitter para apoiar a presidente Dilma Rousseff. "Brasil é o maior país do mundo no combate à pobreza e, nos últimos 12 anos, deu um exemplo à humanidade", escreveu o ator no dia 14 de outubro, acrescentando o hashtag Dilma13 (o número que os brasileiros têm que digitar na urna de voto eletrónica para votar na presidente).

No dia 15, votou ao tema, dizendo que "na presidência de Lula e Dilma a pobreza no Brasil foi reduzida em 55% e a extrema pobreza em 65%", partilhando um texto do jornal britânico 'The Guardian'. Glover tem 1,48 milhões de seguidores no Twitter.

O seu apoio também não teve comentários positivos. "Estás maluco? Eles são corruptos e há 12 anos que roubam o Brasil. Eles mudam as contas para produzir estas falsas estatísticas", escreveu Daniel Martins, em inglês. Já Marcos Decnop escreveu: "Apesar de terem retirado as pessoas da pobreza extrema, a política económica irresponsável vai mantê-las na pobreza para sempre."

Na primeira volta, a candidata do Partido Socialista Brasileiro (PSB), Marina Silva, tinha recebido o apoio de outro ator, Mark Ruffalo. Contudo, ele voltou atrás quando descobriu que ela não tinha uma posição favorável aos casamentos homossexuais e aos direitos reprodutivos da mulher. Marina terminou no terceiro lugar nas eleições.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG