Líder do Aurora Dourada sai da prisão

Nikos Michaloliakos, acusado de constituir uma organização criminosa, fica em prisão domiciliária.

O líder do partido de extrema-direita Aurora Dourada, Nikos Michaloliakos, saiu hoje da prisão, depois de atingir o prazo máximo para manter uma pessoa em prisão preventiva na Grécia: 18 meses.

Michaloliakos, acusado de constituir uma organização criminosa, vai ficar em prisão domiciliária a aguardar julgamento, em abril, tal como outros membros do seu partido. Em causa, a morte do rapper Pavlos Fyssas, a 17 de setembro de 2013, depois de ter sido esfaqueado.

De 57 anos, Michaloliakos viu o Aurora Dourada ser o terceiro partido mais votado a 25 de janeiro, nas eleições legislativas antecipadas que foram ganhas pelo Syriza na Grécia. O partido de extrema-direita obteve 6,9% dos votos e conseguiu eleger 17 deputados.

Hoje, segundo o jornal grego 'Ekathimeini', também saiu em liberdade Yiannis Lagos, deputado e secretário do Aurora Dourada, o qual teve que pagar uma fiança de 125 mil euros, estando impedido de sair do país e de participar em concentrações públicas.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG