Ladrão de quadro capturado com falsa oferta de emprego

Um homem grego, acusado de roubar um quadro de Salvador Dalí de uma galeria de Nova Iorque, jura que queria devolver a pintura, mas foi capturado ao responder a uma oferta de emprego falsa, criada pela polícia.

Veja aqui o vídeo do noticiário da ABC sobre o roubo do quadro:

No verão passado, Phivos Istavrioglou entrou numa galeria do Upper East Side, viu Cartel de Don Juan Tenorio exposto numa das alas da exposição e decidiu levá-lo, sem pensar nas câmaras de filmar ou na segurança que vigiava o local.

Apesar de ter conseguido despistar os guardas, Istavrioglou deixou impressões digitais e material de gravação que permitiam a sua identificação.

O homem retirou a pintura da moldura, enrolou-a e colocou-a num saco plástico para não dar nas vistas. Depois, comprou bilhetes de avião e regressou a Atenas.

Mas a história não estava terminada. Graças às impressões digitais deixada pelo cidadão grego, a polícia conseguiu ter acesso à sua ficha criminal, na qual já constava um pequeno furto numa loja de conveniência nos EUA.

No sábado, Istavrioglou regressou a Nova Iorque para uma entrevista de emprego como consultor, mas tudo não passava de uma operação orquestrada pelos inspetores da polícia americana que o queriam apanhar. O homem acabou por intercetado no Aeroporto Internacional John F. Kennedy e preso logo de seguida.

Já na audiência, Phivos Istavrioglou confessou não ter devolvido o quadro por ter " medo e não poder acreditar na estupidez" do que fez. Mas jurou que era sua intenção fazê-lo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG