Varoufakis compara técnicas da troika a torturas da CIA

O ministro das Finanças grego deu uma entrevista à revista alemã Der Spiegel, na qual compara a troika ao waterboarding, uma das torturas da CIA.

"Pouco antes da paragem cardíaca, é permitido respirar um pouco. Depois empurram a cabeça da pessoa para debaixo de água e volta-se ao mesmo", disse Yanis Varoufakis.

Mas reconheceu que os funcionários da troika - Comissão Europa, Banco Central Europeu e FMI - são pessoas decentes, o que não invalida as graves consequências do que fazem. "Na CIA também houve pessoas boas que, contra a sua vontade, foram obrigadas a usar o waterboarding e que, por isso se encontravam num dilema moral terrível", acrescentou.

Exclusivos

Premium

Leonídio Paulo Ferreira

Nuclear: quem tem, quem deixou de ter e quem quer

Guerrilha comunista na Grécia, bloqueio soviético de Berlim Ocidental ou Guerra da Coreia são alguns dos acontecimentos possíveis para datar o início da Guerra Fria, que alguns até fazem remontar à partilha da Europa em esferas de influência por Churchill e Estaline ainda o nazismo não tinha sido derrotado. Mas talvez 29 de agosto de 1949, faz agora 70 anos, seja a melhor opção, afinal nesse dia a União Soviética fez explodir a sua primeira bomba atómica e o monopólio da arma pelos Estados Unidos desapareceu. Sim, foi o teste em Semipalatinsk que estabeleceu o tal equilíbrio do terror, primeiro atómico e depois nuclear, que obrigou as duas superpotências a desistirem de uma Guerra Quente.