Utilizadores do Google e do Yahoo! espiados pela NSA

A NSA (Agência de Segurança Nacional) invadiu os servidores internos da Google e da Yahoo! para obter informações sobre os seus utilizadores, avança o site do americano "The Washington Post".

O escândalo de espionagem que envolve a agência norte-americana não para de crescer com revelações diárias acerca das suas atividades para intercetar comunicações. Hoje, o "The Washington Post" avança no seu site que a NSA se infiltrou nas bases de dados dos motores de busca 'Google' e 'Yahoo!' de todo o mundo e copiou centenas de milhões de contas de utilizadores.

De acordo com um documento classificado com data de 09 de janeiro de 2013, a NSA envia todos os dias milhões de registos das redes internas dos motores de busca para a sua sede em Fort Meade, nos arredores de Washington.

O jornal avança que a NSA trabalhou em conjunto com a sua homóloga britânica, o Government Communications Headquarters (GCHQ), através de um programa chamado Muscular que permite recuperar os dados dos utilizadores através da fibra ótica.

O jornal refere que a infiltração acontece de forma "notável", uma vez que a NSA usa um programa separado, o PRISM, para ter acesso às contas dos utilizadores dos gigantes da Internet através de processos judiciais.

A Casa Branca e a NSA recusam comentar a história avançadas pelo "The Washington Post". A Google, através de um comunicado citado pelo jornal, mostra-se "preocupada com as alegações de que o governo intercetou informações trocadas entre os centros de dados. Não temos conhecimento dessas atividades".

A Yahoo! manifestou a necessidade de "colocar em prática controlos rigorosos para proteger a segurança dos nossos centros de dados" e garantiu que "não lhes demos acesso nem à NSA nem a qualquer outra agência".

Ler mais

Exclusivos