Tsipras toma posse e garante governo para quatro anos

Ministro das Finanças Euclides Tsakalotos deve permanecer com a mesma pasta no novo Executivo. Primeiro-ministro insiste na necessidade de "alívio do peso da dívida" .

Foi um eufórico Alexis Tsipras a garantir ontem que o próximo governo grego, a ser dirigido por ele e que amanhã toma posse, será "estável e irá cumprir um mandato de quatro anos". Tsipras falava à saída da sede do Syriza horas antes da cerimónia de tomada de posse, marcada para as 20.00 locais (18.00, em Lisboa) e que começou com bastante atraso.

Foi a segunda vez que, em menos de um ano, Tsipras surgiu perante um presidente grego, para ser empossado como primeiro-ministro. Como já sucedera em finais de janeiro, o novo chefe de governo prestou juramento civil em lugar do tradicional juramento religioso diante do patriarca da Igreja ortodoxa grega. Em seguida, dirigiu-se ao palácio Maximos, sede do Executivo, para a cerimónia de transição de poderes, sendo recebido pela chefe do governo de gestão, Vassilili Thanou.

Tsipras prometeu um "governo de combate" e a continuação da maior parte dos ministros do anterior executivo, prevendo-se que Euclides Tsakalotos continue na pasta das Finanças, assim como Pannos Kamenos, o líder dos Gregos Independentes (partido que continua na coligação com o Syriza), que manterá a Defesa.

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Ler mais

Exclusivos