Só para evangélicos. Nova rede social surge no Brasil

E se em vez de um "Like" desse um "Ámen"? Agora é possível.

A comunidade evangélica tem uma nova rede social, baseada no Facebook e no Twitter, mas com novas regras, que limitam o que se pode publicar.

Da lista de proibições do Faceglória contam-se 600 palavras, qualquer coisa que se assemelhe a pornografia, fotos que mostrem consumo de alcool, cigarros e outras drogas, cenas de violência e ainda qualquer tipo de relacionamento homossexual.

Tudo o mais parece-se com o Facebook. Mas com uma grande alteração: em vez do botão de "Gosto", existe um de "Ámen".

E a fazer lembrar o antigo Hi5, existe também uma playlist de músicas, todas gospel, claro.

Há ainda a promessa de um "Namoro Evangélico", aplicação que funcionára como o famoso Tinder.

O Faceglória saltou agora para a ribalta após ter divulgado que proibia quaisquer imagens com "beijos gay". Nos últimos dias, segundo a BBC, tem sido invadido por perfis falsos, contestando esta decisão. Agora, o fundador Acir Santos, menbro da Congregação Cristão do Brasil, diz ter uma equipa de 14 pessoas que monitorizam e excluem as publicações que não cumprirem as regras.

Esta iniciativa da Congregação Cristã do Brasil tem cerca de 100 mil associados. Entre eles estaria, seguramente, Ned Flanders, dos Simpsons - o fundamentalista cristão vizinho de Homer - se ele existisse...

Exclusivos