"Sistema eleitoral britânico é particularmente patológico"

Autor de Reinventar a Democracia, Manuel Arriaga, que também leciona em Cambridge, falou ao DN sobre a atualidade política britânica e as ideias que defende no seu livro.

O que revela a vitória do partido conservador?

O ponto mais saliente é o do enorme fosso que o sistema eleitoral britânico gera entre a proporção do voto popular e a distribuição de deputados por partido. Os conservadores tiveram 6% mais do que os trabalhistas e, com isso, chegaram à maioria absoluta.

Distorce a vontade do eleitor?

O sistema é particularmente patológico na minha perspectiva e na de muitas outras pessoas. Tem algumas vantagens, mas gera este fosso entre a vontade da população que apoia um partido e os deputados obtidos por este.

Mas os resultados não deixam de evidenciar a vontade popular...

Em 2015, qualquer reflexão sobre resultados eleitorais tem de ter em conta o complexo político-mediático que gera estas figuras, estas personas chamadas Cameron, Miliband, Clegg, que não são mais do que produtos desse sistema. Qualquer noção de vontade popular deve ser ponderada tendo em vista a pobreza e a precariedade de informação com base na qual os eleitores formulam as decisões.

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

O populismo entre nós

O sucesso eleitoral de movimentos e líderes populistas conservadores um pouco por todo o mundo (EUA, Brasil, Filipinas, Turquia, Itália, França, Alemanha, etc.) suscita apreensão nos países que ainda não foram contagiados pelo vírus. Em Portugal vários grupúsculos e pequenos líderes tentam aproveitar o ar dos tempos, aspirando a tornar-se os Trumps, Bolsonaros ou Salvinis lusitanos. Até prova em contrário, estas imitações de baixa qualidade parecem condenadas ao fracasso. Isso não significa, porém, que o país esteja livre de populismos da mesma espécie. Os riscos, porém, vêm de outras paragens, a mais óbvia das quais já é antiga, mas perdura por boas e más razões - o populismo territorial.