Rússia deteta disparo de dois mísseis no Mediterrâneo

A Rússia detetou, esta manhã, o lançamento de dois mísseis balísticos no mar Mediterrâneo. O Ministério da Defesa israelita anunciou ter disparado "com sucesso" um míssil no quadro de um exercício militar conjunto com os EUA.

"O lançamento ocorreu às 10.16 de Moscovo [07.16 em Lisboa] e foi detetado pelas estações de radar de Armavir", no sul da Rússia, segundo o Ministério da Defesa.

Os mísseis foram lançados "da parte central do Mediterrâneo para a costa leste", acrescentou a Rússia, sem precisar se tinha sido feito na direção da Sìria.

Fontes citadas pelas agências russas, diziam que "os mísseis podem ter sido disparados de um navio americano no Mediterrâneo". A mesma fonte diz à Interfax que trata-se provavelmente de tiros com o objetivo de "afinar os dados meteorológicos".

Contudo, horas depois, o Ministério da Defesa israelita confirmava o disparo de um míssil no âmbito de um exercício militar conjunto com os EUA. O míssil disparado era de tipo Ankor.

Os media israelitas indicaram que os disparos foram feitos a partir de uma base militar no centro de Israel. O exército israelita tinha inicialmente indicado não estar ao corrente de tiros de mísseis no Mediterrâneo.

"O ministro da Defesa, Serguei Choigou, informou o Presidente Vladimir Putin do lançamento", acrescentava o comunicado.

No Mediterrâneo, os norte-americanos têm atualmente cinco navios destroyer - o USS Stout, o Mahan, o Ramage, o Barry e o Gravely - além de um navio de transporte anfíbio. O porta-aviões USS Nimitz, que tem estado no mar de Omã, estará também a caminho do mar Vermelho.

Ler mais

Exclusivos