Revista espanhola reproduz caricatura de Maomé em solidariedade com atentado

"Somos todos 'Charlie Hebdo' e estamos com a liberdade de expressão", escreve a revista Mongolia.

A revista espanhola Mongoliareproduziu hoje uma caricatura do profeta Maomé na sua página na internet em solidariedade com o semanário satírico francês Charlie Hebdo, alvo hoje de manhã de um atentado terrorista no qual morreram 12 pessoas.

Em declarações à agência noticiosa espanhola EFE, o editor Gonzalo Boye considerou o ataque "uma aberração" e disse que a publicação espanholavai difundir as imagens pelas quais os seus companheiros franceses "foram assassinados".

"Não nos podemos amedrontar perante estes acontecimentos, temos que estar dispostos a refletir sempre a liberdade de expressão", disse.

Para Boye, "a liberdade religiosa de ninguém é mais valiosa que a liberdade de expressão de outros".

"Respeitamos que haja gente que discorda do que publicamos, do mesmo modo que discordamos de algumas práticas religiosas, mas não saímos por aí a disparar contra ninguém", adiantou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.