Relógio "supercomplicado" leiloado pelo valor recorde de 19 milhões

Esperava-se que o relógio, que tem 24 complicações, chegasse aos 16 milhões de euros, mas ainda ultrapassou esse valor.

Encomendado em 1925 e terminado em 1933, o relógio Henry Graves Supercomplication tem 900 peças, e quando foi leiloado em 1999, custou ao novo dono quase nove milhões de euros. Hoje foi novamente a leilão em Genebra, e foi arrebatado por 24 milhões de dólares (19,2 milhões de euros), mais do que os esperados 16 milhões de euros.

"Este é um novo recorde mundial", adiantou o leiloeiro, depois de uma batalha de alguns minutos na sala entre alguns licitadores. O relógio foi arrebatado por 21,3 milhões de dólares, mas o comprador terá ainda de pagar uma comissão, elevando o valor para os tais 24 milhões de dólares.

O que torna um relógio tão caro? Neste caso, são as complicações. Num relógio, uma complicação trata-se de qualquer funcionalidade no aparelho que seja um acrescento à sua função de dar horas. No caso, o Supercomplication tem 24, mais do que qualquer outro relógio feito à mão.

O relógio foi encomendado pelo banqueiro Henry Graves Jr. à fabricante suíça Patek Philippe. Quando foi terminado em 1933, o relógio era o mais complicado alguma vez feito, e só foi ultrapassado em 1989 por um outro relógio feito pela mesma empresa para comemorar 150.º aniversário da Patek, mas esse já foi feito com a ajuda de computadores.

As 24 complicações do Supercomplication incluem o horário de nascer e pôr do sol, um calendário perpétuo que se ajusta aos anos bissextos, um alarme, um calendário de fases da lua, e mesmo um mapa das estrelas que mostra como elas se veem do apartamento nova iorquino de Henry Graves, mostrando com exatidão o espaçamento e a magnitude das estrelas.

Segundo Daryn Schipper, da divisão de relógios da Sotheby's, a casa de leilões encarregue da venda do Supercomplication, esta era "a altura perfeita para o leiloar, com o 175.º aniversário da Patek Philippe este ano", conforme contou ao New York Observer. O relógio foi vendido por quase 9 milhões de euros em 1999.

Aquele que é chamado o Santo Graal dos relógios é descrito pelo presidente da Patek Philippe, Larry Pettinelli, como "visualmente, e de um ponto de vista da engenharia, extraordinário. Não se pode deixar de olhar para ele e ficar maravilhado com o que é e o que representa".

A última vez que deram corda ao Supercomplication foi em 1969, e ele ainda funciona.

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.