Piloto tinha grande experiência de voo, diz vice-presidente da APPLA

João Costa, vice-presidente da Associação de Pilotos Portugueses de Linha Aérea, disse, ao DN, que ao ter mais de 20 mil horas de voo e 6 100 horas na AirAsia, piloto do Airbus 320 que desapareceu sobre o mar de Java com 162 pessoas a bordo tem experiência suficiente para enfrentar uma situação de mau tempo.

Considera normal terem havido tantos acidentes de avião, como os registados este ano?

Aparentemente houve mais acidentes e incidentes registados do que é normal. Se bem que a normalidade é uma coisa muito relativa, mas sim, houve mais do que em anos anteriores. Mas é preciso perceber que o número de voos tem aumentado, por isso, se calhar, o rácio mantém-se.

O comandante do voo da AirAsia tinha 6100 horas de voo. É um piloto experiente?

Pelo que percebi ele tinha 20 mil e tal horas de voo na sua carreira e mais de 6 mil nesta companhia, por isso é uma grande experiência de voo. Mesmo só com as 6 mil horas era experiente e capaz de enfrentar uma situação de mau tempo.

LEIA MAIS NA EDIÇÃO IMPRESSA OU NO E-PAPER DO DN:

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.