Pediatra britânico que abusou de 18 crianças doentes condenado a 22 anos de prisão

Um pediatra britânico que abusou de 18 crianças e filmou vários deles com recurso a uma câmara escondida numa caneta foi hoje condenado a 22 anos de prisão.

Myles Bradbury, de 41 anos, declarou-se culpado de 25 delitos contra menores do sexo masculino, com idades entre os 10 e os 16 anos, incluindo agressão sexual, voyeurismo e posse de mais de 16 mil imagens indecentes.

O pediatra, que trabalhou como especialista em cancro do sangue, no hospital de Addenbrroke, em Cambridge, no Reino Unido, realizava exames aos menores "tendo como objetivo puramente a sua satisfação sexual" e abusava dos mesmos atrás da cortina e com os pais presentes na sala.

Entre as 18 vítimas de Bradbury, que é natural de Suffolk, estão crianças com hemofilia, leucemia e outras doenças igualmente graves. Os abusos ocorreram há quatro anos e meio, tendo começado no início da sua contratação em 2008 e ido até que a primeira queixa foi apresentada e ele foi suspenso. A primeira vez que foi preso foi em dezembro do ano passado depois de a polícia ter sido alertada pelas autoridades canadianas, no âmbito da Operação Spade, de que ele comprara um DVD com imagens indecentes de crianças.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.