O bom aluno conservador e o trabalhista determinado

Percurso. Ambos estudaram em Oxford. David Cameron não conseguiu ser eleito na primeira vez que foi a votos. Ed Miliband teve de enfrentar o irmão na luta pela liderança dos trabalhistas.

David Cameron é produto de técnicas de relações públicas e um político sem alma, afirmou Ed Miliband em julho de 2014. "Eu não consigo competir com isso. Nem pretendo fazê-lo" - Miliband estava à frente do Partido Trabalhista desde setembro de 2010 e nunca parecera em condições de fazer frente ou constituir um perigo para o dirigente conservador e primeiro-ministro.

Uma impressão que permanece até hoje, a acreditar nas sondagens em que, apesar de todo o entusiasmo posto na campanha por Miliband, os trabalhistas não conseguem descolar nas sondagens. Mas o mesmo sucede com os conservadores, que - apesar dos apelos de Cameron a uma maioria absoluta, que diz ser possível - surgem empatados com o partido de Miliband. Contudo, o líder trabalhista insiste na justeza do seu programa eleitoral e não está disposto a negociá-lo. "Antes não ser primeiro-ministro", disse recentemente.

O percurso académico de ambos os dirigentes revela que foram dotados, tendo Cameron, que estudou em Oxford como Miliband, recebido uma bolsa por ser um aluno excecional. Mas Miliband acabou por trocar Oxford pela London School of Economics (LSE).

Leia mais na edição impressa ou no epaper do DN.

Ler mais

Exclusivos