NSA intercetou comunicações na sede da ONU

A agência de segurança norte-americana (NSA) forçou o acesso ao sistema de video-conferência interna das Nações Unidas, revelou a revista alemã 'Der Spiegel', citando documentos confidenciais.

A interceção destas comunicações resultou numa "melhoria dramática" da capacidade da NSA de obter dados das comunicações internas da ONU e permitiu "decifrar esses dados", segundo o documento citado pela revista

A agência, que está há meses debaixo de fogo por causa das fugas de documentos secretos revelada por Edward Snowden, entrou no sistema da ONU durante o verão de 2012. Em três semanas, o número de comunicações decifradas passou de 12 para 458.

A 'Der Spiegel' cita outro relatório interno segundo o qual a NSA terá surpreendido os serviços secretos chineses a espiar as comunicações das Nações Unidas em 2011.

Ainda segundo a revista, a NSA teve acesso a comunicações da União Europeia depois da mudança para os novos escritórios em Nova Iorque, em setembro de 2012, e detinha as plantas dos escritórios.

Ler mais

Exclusivos