Mais de 100 mortos numa série de avalanches no norte do Afeganistão

Avalanches no vale de Panjshir foram desencadeadas por uma tempestade de neve.

O número de mortos provocado por várias avalanchas registadas no norte do Afeganistão ultrapassou os 100, informaram quarta-feira as autoridades afegãs, que acrescentaram que outras 26 pessoas sofreram ferimentos na sequência de uma tempestade de neve.

O governador da província de Panjshir, Abdul Rahman Kabiri, indicou que só nesta província morreram 90 pessoas, acrescentando que pelo menos 15 pessoas estão isoladas "em zonas remotas". Outras quatro pessoas perderam a vida na província montanhosa de Laghman, seis em Bamiyan e uma em Nangahar.

Abdul Rahman Kabiri admitiu que o número de mortos poderá aumentar, uma vez que as operações de resgate prosseguem. O governador alertou igualmente que estas equipas não têm máquinas e equipamentos suficientes e adequados para a remoção de neve.

As várias avalanchas de neve registadas naquela região destruíram perto de 100 casas e várias escolas e mataram cerca de 500 cabeças de gado. As condições meteorológicas têm sido particularmente adversas nos últimos dias no norte do Afeganistão.

No domingo, na província de Badajshan, morreram 12 pessoas na sequência de uma avalancha de neve que destruiu as suas casas. As vítimas estavam a dormir.

O Afeganistão é atingido frequentemente por desastres naturais que provocam grandes perdas humanas, como foi o caso dos deslizamentos de terras que causaram a morte de 2.000 pessoas em maio de 2014 na região nordeste do país.

Ler mais

Exclusivos