Filha de Allende será a primeira mulher a liderar o PS chileno

Senadora Isabel Allende, filha do ex-presidente que morreu no golpe de 1973 e prima da escritora com o mesmo nome, teve mais quatro mil votos do que o adversário.

Isabel Allende tinha 25 anos quando a 11 de setembro de 1973, recusando entregar o poder, o pai se suicidou no Palácio de la Moneda. O golpe militar contra Salvador Allende, que em 1970 tinha sido o primeiro presidente marxista eleito por voto popular, obrigou-a a fugir para o exílio no México, regressando ao Chile apenas em 1989. Socialista desde os tempos da universidade, tornou-se deputada após o regresso da democracia e mais tarde senadora. Agora, aos 70 anos, vai ser a primeira mulher a assumir a liderança do Partido Socialista chileno.

"Não temos dúvida de que podemos falar de uma vitória clara. Sabemos que é uma eleição indireta, mas acreditamos ter conseguido um grande triunfo e acreditamos que o PS vai fazer história ao eleger pela primeira vez uma mulher para presidente", afirmou Isabel Allende após serem conhecidos os resultados das eleições internas do último domingo.

Leia mais pormenores na edição impressa ou no e-paper

Exclusivos