Explosão no metro causa 11 mortos e cerca de 100 feridos

A explosão registada hoje numa estação de metro de Minsk provocou 11 mortos e cerca de 100 feridos, declarou o presidente da Bielorrússia, Alexandre Lukachenko, citado pela agência russa Interfax.

Uma informação prévia fornecida por fonte policial apontava para cinco mortos e meia centena de feridos. A explosão ocorreu cerca das 18.00 locais (16.00 em Lisboa) numa estação no centro de Minsk próxima da presidência bielorrussa, indicou uma testemunha à agência noticiosa francesa AFP.

De acordo com testemunhas, saía fumo negro da estação de metro Oktiabrskaia e os passageiros fugiam do local, alguns com o rosto a sangrar e com as roupas em farrapos. O presidente bielorrusso programou uma reunião de emergência após ser informado da explosão, que ocorre num cenário de tensões políticas na Bielorrússia.

Numerosos opositores foram detidos no final de Dezembro após a controversa reeleição de Lukachenko, que há 16 anos dirige o país com "mão de ferro".

Ler mais

Exclusivos