David Miliband diz que não é candidato à liderança trabalhista e critica programa eleitoral do irmão

Ex-ministro dos Negócios Estrangeiros britânico falou, em Nova Iorque, à BBC, cinco dias depois das legislativas em que o irmão, Ed Miliband, saiu como o grande derrotado.

Comentando a derrota do Labour e a maioria absoluta conseguida pelo Partido Conservador, David Miliband, de 49 anos, afirmou que o mau resultado obtido pelo partido liderado pelo irmão se justifica com "o facto de os eleitores não quererem aquilo que lhes estava a ser oferecido".

Miliband, que foi viver para Nova Iorque em 2013, três anos depois de ter perdido para Ed Miliband a disputa pela liderança dos trabalhistas britânicos, sublinhou que tanto Ed como Gordon Brown "permitiram-se a si próprios serem vistos como pessoas que recuaram nos princípios da aspiração e da inclusão que são o coração de qualquer projeto político progressista".

Gordon Brown foi primeiro-ministro do Reino Unido entre 2007 e 2010, depois de suceder a Tony Blair na liderança do Labour e na chefia do governo do país. David Miliband foi seu ministro dos Negócios Estrangeiros e, antes disso, ministro do Ambiente e do Governo Local com Blair. Em 2010, os trabalhistas foram substituídos no poder por uma coligação conservadores/liberais-democratas. Agora, nas legislativas de quinta-feira, contra todas as sondagens, os conservadores do atual primeiro-ministro David Cameron ganharam com maioria absoluta e vão governar sozinhos.

"Ou construímos aquilo que o Labour conseguiu após 1997 e temos alguma hipótese de sermos bem-sucedidos ou, caso contrário, estamos condenados a falhar", disse David Miliband, à BBC, referindo-se à vitória conseguida naquele ano pelo New Labour e pela Terceira Via de Tony Blair, o qual conseguiu ser reeleito para três mandatos consecutivos como primeiro-ministro.

Questionado pelo jornalista Nick Bryant, em Nova Iorque, o ex-ministro britânico esclareceu que não tem intenção de regressar para se candidatar agora à liderança do Labour. "Não sou claramente um candidato a essa disputa pela liderança... o compromisso que tenho com este trabalho não mudou", afirmou, referindo-se à presidência da International Rescue Charity., organização de ajuda humanitária e apoio ao desenvolvimento fundada em 1933 por Albert Einstein.

Sobre a sua relação pessoal com o irmão Ed, de 45 anos, David garante: "Somos irmãos para a vida e isso é uma coisa que temos de preservar".

Ler mais

Exclusivos