Canadá entrega vacina à OMS e Obama pede para não se ceder à "histeria"

Vacina experimental será utilizada na Libéria, Serra Leoa e Guiné-Conacri. Senegal e Nigéria considerados países livres de risco.

O Governo canadiano vai entregar 800 frascos da vacina experimental VSV-EBOV contra o ébola à Organização Mundial de Saúde (OMS) para utilização nos países mais afetados pela epidemia. O envio inicia-se amanhã e será feito em três viagens, como medida preventiva devido à enorme sensibilidade da vacina, que tem de estar acondicionada em gelo seco e a à temperatura constante de 80 graus negativos.

A vacina foi testada com resultados prometedores em animais e começaram recentemente testes em humanos no Instituto Militar de Investigação Walter Reed, nos Estados Unidos. Atendendo ao caráter experimental, não há certeza absoluta sobre quantas pessoas poderão imunizadas ou tratadas com as doses entregues à OMS.

Leia mais no epaper ou na edição impressa do DN

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.