Igualdade entre os sexos é contra a "natureza delicada" da mulher

"Não se pode colocar as mulheres e os homens no mesmo pé. Foram criados de maneira diferente", diz o presidente turco.

Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, declarou esta segunda-feira numa conferência que os homens e as mulheres não podem ser iguais devido à natureza mais delicada das mulheres.

Numa conferência sobre as mulheres e a justiça em Istambul, Erdogan disse ainda que o movimento feminista não compreende o estatuto especial que as mães têm no Islão.

Para Erdogan, "não se pode colocar as mulheres e os homens no mesmo pé. É contra a sua natureza. Foram criados de maneira diferente".

O presidente acrescentou que "não se pode pôr as mulheres a fazer todo o tipo de trabalho que os homens conseguem fazer, como nos regimes comunistas. Não se pode dizer-lhes para irem cavar a terra. Isso vai contra a sua natureza delicada".

Erdogan sublinhou que uma mulher grávida não pode ser tratada da mesma forma que um homem. "A nossa religião vê com muito respeito a maternidade", afirmou. "Os feministas não veem isso, rejeitam a maternidade."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG