Hipótese de terrorismo "não é privilegiada", diz ministro do Interior francês

Informação é do ministro do Interior francês. Concentração dos destroços indica que o avião não terá explodido.

O ministro do Interior francês disse hoje que, no decorrer da investigação sobre o acidente do avião da Germanwings, que se despenhou na terça-feira com 150 pessoas a bordo, "a hipótese de terrorismo não é privilegiada".

"Todas as hipóteses devem ser analisadas", disse Bernard Cazeneuve à rádio RTL, explicando, contudo, que "há uma concentração de destroços do avião num espaço de um hectare e meio".

O governante adiantou que "é certamente uma área importante porque o choque foi significativo, mas demonstra que o avião provavelmente não explodiu", vincando que, assim, "a hipótese de terrorismo não é privilegiada".

Bernard Cazeneuve disse ainda que "dez médicos de medicina legal vão chegar durante o dia [de hoje] para a identificação dos corpos" e que estes especialistas vão trabalhar juntamente com as autoridades de investigação.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG