Grécia: troika e peritos gregos estão a analisar proposta de Atenas

"O presidente Juncker acredita que as propostas apresentadas ontem pelo governo grego são um passo em frente importante e uma boa base para progredir", disse o porta-voz da Comissão Europeia.

A Comissão Europeia reiterou hoje a "confiança" em relação a um acordo para a Grécia, "até ao final da semana". Na habitual conferência de imprensa diária, o porta-voz do executivo comunitário descartou a possibilidade de dissolução da troika, depois de ontem a ausência da diretora-geral do FMI, Christine Lagarde ter sido notada e lançado a dúvida sobre a participação do FMI na futura solução para a Grécia.

"Há trabalho adicional a ser feito, ao nível técnico, para avaliar a proposta. Este trabalho é levado a cabo pelas três instituições, em encontros com peritos do governo grego, para clarificar o que continua por fazer", afirmou o porta-voz, afastando as dúvidas que pairavam, desde que na noite de ontem, a directora-geral do FMI esteve ausente da conferência de imprensa da cimeira de crise.

Em Bruxelas, há um clima de optimismo sobre o desenlace das negociações, que duram desde Janeiro, embora continue a ser exigido ao governo grego que apresente alguns detalhes das propostas.

"O que gostaríamos de ver, além de contas a baterem certo e de uma abordagem comum entre as três instituições, seria uma lista de ações prioritárias que foi mencionada pelo governo grego. [Estas ações] precisam de ser apresentadas na forma de uma lista e esse trabalho está agora em curso", disse o porta-voz, reiterando a "confiança" que existe ao mais alto nível, nas instituições.

"O presidente Juncker acredita que as propostas apresentadas ontem pelo governo grego são um passo em frente importante e uma boa base para progredir", afirmou.

Entretanto, o presidente do Eurogrupo convocou a reunião dos ministros das Finanças da zona euro, para as 19.00 (18.00 de Lisboa). Neste encontro, em Bruxelas, os ministros farão o acompanhamento, "com vista a finalizarem os detalhes do plano do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira e do FMI, para as reformas da Grécia", lê-se na convocatória da reunião.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG