Governo português "congratula" Sérvia por detenção, uma "vitória para a justiça internacional"

O Governo português "congratula a República da Sérvia pela detenção" do antigo chefe militar sérvio bósnio Ratko Mladic, segundo uma nota hoje enviada à imprensa pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A detenção de Mladic é "um acontecimento marcante na consolidação do Estado de Direito na Sérvia e para a reconciliação na região dos Balcãs Ocidentais", e constitui uma vitória "para a justiça internacional no seu combate contra a impunidade", lê-se na nota do governo português.

O Presidente sérvio, Boris Tadic, anunciou hoje que Mladic foi detido numa aldeia no norte do país. Desde 1995 que o Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPIJ) procurava a detenção de Mladic por crimes contra a humanidade cometidos durante a guerra da Bósnia, nomeadamente pelo seu papel no massacre de Srebrenica.

Para o executivo português, a prisão de Mladic "constitui um passo muito importante na aproximação da Sérvia à União Europeia, de que Portugal tem sido desde sempre um firme apoiante". A nota de imprensa acrescenta ainda que o Governo português já enviou uma "mensagem de felicitações" ao executivo sérvio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG